Sistema alternativo de moralidade

Sistema alternativo de moralidade

Muitos RPGs buscam determinar a moralidade dos personagens com mecânicas como Virtudes e Vícios, Objetivos, etc, mas a grande verdade é que não há regra de alinhamento mais famosa que a de Dungeons & Dragons. Mesmo pessoas que não conhecem quase nada do nosso hobby são capazes de entender a diferença entre alguém Caótico e Bom e Leal e Neutro. Há memes e mais memes que definem personagens da cultura pop dentro desses dois eixos: Bondade/Maldade, Ordem/Caos.

Entretanto, talvez você já tenha se pegado pensando em alguma forma de alinhar NPCs e jogadores na sua partida sem precisar dos conceitos de bondade e maldade. Principalmente em campanhas onde há muitos tons de cinza, é impossível dizer realmente se alguém é bom ou mau — ou melhor: todos são bons para si mesmos, enquanto seus inimigos são maus.

Pensando nisso, criei a regra de alinhamento abaixo, que batizei carinhosamente de Alinhamento Retórico, por ter sido baseado nos três pilares da retórica. Depois de uma breve descrição dos três eixos, tratarei de algumas combinações, usando alguns personagens de exemplo! Vamos a eles:

Eixo Logos, do raciocínio e sagacidade, ou: como você pensa. Seu personagem pode ser Sagaz (S), e assim significará que ele é atento às coisas que acontecem ao seu redor, sempre de olho em oportunidades e sempre muito criativo na solução de problemas. Ele pode ser Ingênuo (I), e isso significa que ele pode ser facilmente distraído ou enganado por outras pessoas ou até por si mesmo. Se ele estiver em um meio termo, será Neutro (N).

Eixo Pathos, dos sentimentos e das emoções, ou: como você sente. Seu personagem pode ser Passional (P), e isso vai significar que ele se envolve muito intensamente com as pessoas e ideais que defende, sendo uma pessoa bastante idealista. Ele pode ser Frio (F), significando que ele analisa friamente suas relações e oportunidades, sendo mais pragmático. Se cair em um meio termo, será Neutro (N).

Eixo Ethos, do comportamento e dos hábitos, ou: como você age. Seu personagem pode ser Comprometido (C), indicando que ele segue algum tipo de líder, código ou doutrina por acreditar que é o melhor para ele. Ele está comprometido com esse ensinamento, talvez até com a própria vida. Ele pode ser Livre (L), e isso vai significar que o personagem prefere seguir seus próprios conceitos de certo e errado, sem se prender a códigos ditos e repetidos por outras pessoas. Se, mais uma vez, ele cair em um meio termo, será Neutro (N).

Esses três eixos fazem numerosas combinações interessantes. Um personagem IPC (Ingênuo, Passional e Comprometido) pode seguir um líder fervorosamente, aplicando seus ensinamentos em sua vida, mas devido à sua ingenuidade, pode estar pondo-se em risco se seu líder exigir demais.

De outra maneira, um SPL (Sagaz, Passional, Livre) pode ser uma pessoa muito esperta e independente, mas que se envolve mais do que o necessário com suas ideias e noções de moralidade.

Em mais um exemplo, um NFC (Neutro, Frio e Comprometido) pode ser uma pessoa muito fiel a algum princípio moral ou religião, mas consegue ser pragmático na aplicação deles em sua vida, sem se perder em idealismos baratos. Como não é Sagaz nem Ingênua, essa pessoa consegue perceber às vezes oportunidades interessantes, mas às vezes também pode agir ingenuamente.

O alinhamento do D&D continua sendo mais fácil de memorizar. No entanto, em todo o resto, fica mais fácil para categorizar personagens de forma mais tridimensional, podendo facilitar a vida de jogadores iniciantes. Basta que se pense em um eixo de cada vez.

Repare também que essa regra de alinhamento pode ser usada sem dificuldade em qualquer sistema de RPG. Inclusive em conjunto com quaisquer outras regras criadas no sistema do seu jogo. A ideia é servir mais como um guia de como interpretar os personagens, e se você for o mestre, pode até recompensar ou penalizar o jogador por não seguir o alinhamento de acordo.

Exemplos

Chirrut Îmwe, o monge cego da Rogue One (NPC)

“Eu estou com a Força e a Força está comigo”.

 

chirrut_imwe-smallNeutro: Chirrut não chega a ser exatamente sagaz todo o tempo, já que sua fé na Força pode levá-lo a parecer ingênuo algumas vezes. Por conta disso, ele é N no eixo Logos.

Passional: Chirrut é muito convicto na existência da Força, e está disposto a grandes sacrifícios por ela. Além disso, abomina tudo que é relacionado ao Império e está disposto a lutar até a morte contra ele.

Comprometido: Chirrut teve uma vida monástica devotada a proteção e culto de seu templo e da Força. Por conta disso, ele é Comprometido.

Repare como a combinação Passional e Comprometido cai bem para personagens que acreditam com todas as forças em um ideal e estão dispostos a tudo para cumprir com ele. Alguns provavelmente vão argumentar que Chirrut poderia ser Sagaz, mas me baseando em algumas cenas do filme Rogue One, preferi colocá-lo como Neutro, por mais que ele seja Sagaz em muitos momentos, sim.

Voldemort, o Bruxo das Trevas (SFL)

“Não existe o bem e o mal. Somente o poder, e aqueles que são muito fracos para possuí-lo”.

tom_riddle

Sagaz: As maquinações e planejamentos de Voldemort são típicos de alguém sagaz (por mais que uns moleques de 15 anos sempre frustrem os planos dele).

Frio: Voldemort é uma pessoa pragmática, desapegada de ideais e idiossincrasias.

Livre: Voldemort segue apenas suas próprias vontades, com seus próprios seguidores.

SFL é a típica combinação para aquele vilão maquiavélico clássico, mas não se engane: a vantagem desse alinhamento é justamente a ausência de maniqueísmo. É possível ter heróis que são SFL também! Ser Frio e Livre não necessariamente significa não se importar com ninguém. Pode significar apenas uma forma mais prática de tentar ajudar os outros sem nenhum tipo de filiação, por exemplo.

Frodo Bolseiro, o Portador do Um Anel (INN)

“Está atrasado”.

frodo-smallIngênuo: Frodo conserva, do início ao fim de sua jornada, a inocência que lhe permite carregar O Um Anel.

Neutro: Frodo sabe que algo terrível está acontecendo e deve ser resolvido, mas nunca está totalmente envolvido com a causa. O anel é um fardo muito grande, e o hobbit é um herói relutante, preferindo que nada disso nunca tivesse acontecido e pudesse viver sua vida normalmente.

Neutro: Frodo é muito apegado a seus amigos e teme por todos eles, mas não se sente realmente vinculado a um grupo ou ideal maior. Destruir O UM Anel é sua grande prioridade para que tudo volte ao normal e o mal seja derrotado, mas ele nunca deixou de ser o hobbit simples de antes de sua jornada. Muitos podem argumentar que ele está totalmente Comprometido com a Sociedade do Anel, maspreferi deixá-lo Neutro porque ele foi parar lá por circunstâncias fora de seu controle, e por boa parte da história, se permitiu ser levado para concluir sua missão. Não foram ideais que lhe fizeram seguir o caminho que seguiu.

É interessante reparar que personagens que são Neutros em dois ou três eixos (como o NNN, ou Total Neutro) se assemelham mais a pessoas comuns, da vida real. Na maioria dos desafios que enfrentamos no nosso cotidiano, ser muito posicionado parece ser desvantajoso. Não há muito pelo que ser Sagaz ou Ingênuo, Passional ou Frio, Comprometido ou Livre; nos adequamos de acordo. Personagens fictícios já não costumam ser assim. Portanto, quando esbarrar em algum com duas neutralidades ou Total Neutro, normalmente vai significar que ele não é muito diferente de uma pessoa real.

Elde I Laris, A Fênix (IPL antes, SPC depois)

“Eu disse que eu nunca me esqueceria de você”.

elde-small

Arte de Jussara Santos

Não poderia deixar de colocar uma personagem criada por mim aqui. Elde é a protagonista do meu livro (de mesmo nome); princesa de um reino que vai ter que lidar com uma ameaça dracônica eminente.

Ingênua: Elde vê o mundo apenas de dentro de sua casa real. Para ela, todas as pessoas são bem intencionadas, e a vida, de forma geral, é justa com todo mundo.

Passional: Elde pretende largar seu reinado em breve para fugir com o bardo Lazarsfeld, por quem é verdadeiramente apaixonada. Só uma pessoa passional seria capaz de tamanho sacrifício.

Livre: Elde não se vê presa a nenhuma obrigação ou dever, por mais que seja a princesa de Adelaide e a primeira na linha sucessória do trono. Ela quer conhecer o mundo e prefere fazer as coisas do seu jeito.

No decorrer da história, Elde muda bastante, a ponto de se tornar Sagaz, Passional e Comprometida, mas para explicar isso eu teria que dar spoilers :P. Se você se interessou pela personagem e quer saber mais sobre a história dela, compre o livro aqui.

E aí, o que achou desse método de alinhamento? Concordou com as minhas sugestões? Vamos brincar nos comentários: ponha personagens famosos e como você acha que seria o alinhamento deles seguindo essa nova regra!

Previous Travessias
Next Unearthed Arcana: 2 novos juramentos de paladino

About author

Glauco Lessa
Glauco Lessa 3 posts

Escritor e jornalista. Autor de ELDE e outras literaturas e mitologias.

Você pode gostar também de

RPG Notícias 0 Comments

Violentina – Um jogo de RPG com tempero de Tarantino

Violentina é um jogo de RPG bem diferente do que a maioria de vocês deve estar acostumado. Em primeiro lugar, não temos um Narrador pré definido. Isso mesmo, sem Mestre, DM,

RPG Notícias 3 Comments

7th Sea 2a Edição – Resenha

[UPDATE 06/12/2016] 7o Mar  Financiado com R$ 107.295 apoiados por 481 pessoas num total de 268% em cima do planejamento. [UPDATE 24/03/2017] Inicio do Late Pledge do 7o Mar 7th Sea é um

RPG Notícias 7 Comments

Combate x Interpretação: existe uma dicotomia?

Ah, eu abomino violência de verdade. Mas violência falsa é maneira pra cacete. – Brian K. Vaughan, Saga Se você jogava RPG nos anos 90, com certeza ouviu um papo

5 Comments

  1. Magrão
    dezembro 22, 19:25 Reply
    Muito bom. Eu montei um sistema de interação do personagem, onde os eixos dele eram como se fossem atributos que eram valores positivos ou negativos, onde durante o jogo eles poderiam mudar de acordo com as atitudes do personagem. Os 3 eixos eram: Alinhamento, Moral e Respeito. Alinhamento positivo fazia você tomar atitudes boas, enquanto negativo, ruins. Moral positivo fazia de você ter coragem e força de vontade, negativo te fazia ser covarde e medroso. Respeito positivo fazia com que as pessoas acreditassem em você e te tratassem bem, negativo te fazia um cara temido ou odiado.
    • scafutto20
      Fevereiro 07, 01:38 Reply
      nossa cara, q legal =) curti demais sua ideia
  2. scafutto20
    Fevereiro 07, 02:19 Reply
    Só estou lendo esse artigo agora e admito que é um material excelente. Você já deu uma encorpada nele Glauco? Apesar de saber q é bem mais complicado achar os adjetivos certos em combinações de 3 vertentes, seria ótimo se houvessem nomenclaturas para todas as combinações de alinhamento como no sistema do D&D. Assim, daria uma referência mais rápida e fácil para os jogadores, já q muitos não gostam nem dos alinhamentos do D&D, imagina esse q apesar de mais interessante, é mais complexo. Acho q vale a pena se aprofundar nessa ideia =)
    • Glauco Lessa
      Março 21, 02:01 Reply
      Opa! Então, esse será o sistema de alinhamento do sistema de RPG que estou fazendo pro meu cenário. Então haverá mecânicas (principalmente relacionadas à XP) que vão se basear no alinhamento. Além de poder ser requisito pra algumas habilidades.

Deixe um recado