Pathfinder no Brasil! Quem vai traduzir?

Pathfinder no Brasil! Quem vai traduzir?

Sim, meus queridos aventureiros! O tão esperado Pathfinder finalmente será publicado no Brasil, em Português!

Mais feliz que goblin quando vê ouro!

Mais feliz que goblin quando vê ouro!

Mas, antes de mais nada, como tudo começou:

 Lá estava eu, toda contente com meus pensamentos megalomaníacos felizes, querendo entrar no mercado de localização de RPGs pelas portas da frente. Eis que surge um investidor interessado em apoiar minhas ideias mirabolantes, e lá fui eu escrever um email para a Paizo, para iniciar as negociações. Não precisei esperar muito por uma resposta:

 

Até eles que não gostam de livros ficaram felizes!

Até eles que não gostam de livros ficaram felizes!

<< Hi Bruna,

Thanks for your interest in the Portuguese Language license for Pathfinder but we are currently in the final stages of negotiations with another publisher for this license so we will have to pass. If, for some reason, this negotiation fails to go through, I’ll let you know.
 Cheers,
 Jeff Alvarez
Chief Operations Officer
Paizo Publishing, LLC >>

 Tudo bem, eu não serei a tradutora-chefe de Pathfinder, mas posso viver com isso. A grande questão agora, é: Quem, afinal, será responsável pela tradução e publicação do Pathfinder no Brasil?

Espero que não sumonem nenhum Ogro para fazer a revisão!

Espero que não sumonem nenhum Ogro para fazer a revisão!

Pois bem, já adianto que eu não sei a resposta. Mas ninguém me impede de cogitar algumas hipóteses:

Do fundo do meu coração de RPGísta e futura tradutora, espero que a Devir esteja ocupada demais com o MTG. A Jambô tem o Tormenta RPG, e não vejo muito sentido em colocar um concorrente direto no mercado. Agora nos restam as editoras recentes, mas que tem demonstrado uma enorme competência trazendo títulos importados para o Brasil. Eu aposto nelas. Já tenho até minha favorita para essa tradução.

Preparem seus Grimórios, vai começar a tradução!

Preparem seus Grimórios, vai começar a tradução!

E vocês?  O que esperam da tradução do Pathfinder?

Eu só espero que meio quilo de sabão não acabe pesando um quilo nessa tradução…
Eu fico muito feliz que o Pathfinder seja finalmente publicado aqui, e espero que traga bons frutos para o mercado nacional de RPGs. E que venha logo!

Previous Dicas para Narrar RPG - Episodio 01
Next Cenários especiais para seu jogo de RPG

About author

Coletti
Coletti 8 posts

Tradutora e apaixonada por games, RPG e stoner, bacharel em Língua Portuguesa e Literaturas pela UFSC, trabalhando como suporte e game master em um FPS online enquanto explora a vida nerd em Toronto.

Você pode gostar também de

Reviews 2 Comments

Resumo de regras – Marvel Heroic Roleplaying

Sábado o tradicional encontro da RedeRPG no Rio terá casa nova. Eu vou levar Marvel Heroic Roleplaying para mestrar; como o sistema não é muito conhecido, fiz uma ficha com “cola”

Noticias e Mais 3 Comments

Inspirando Tendência em D&D 5th

Quem joga a nova edição de Dungeons & Dragons já conhece a inspiração. A regra é simples: quando você segue um dos seus traços de personalidade, ganha inspiração, que pode

Noticias 0 Comments

Little Fears – Campanha colaborativa

Já imaginou um jogo aonde você joga como uma criança de 6 a 12 anos, num mundo chamado de Terra do Armário ( mas já pare de pensar em coisas

25 Comments

  1. Valberto Betão Filho
    fevereiro 06, 23:46 Reply
    Mina, essa é a melhor notícia de todos os tempos. Eu compraria um pathfinder brazuca... com certeza.
  2. Adilson Junior
    fevereiro 07, 00:49 Reply
    Estou a fastado do RPG faz uns 4 anos, to desatualizado abessa... tomara que seja bom.
    • Sonado Alaikor
      fevereiro 07, 13:30 Reply
      D&D de forma melhorada. Mas ando preferindo Old Dragon (nacional, um AD&D melhorado)
  3. Adilson Junior
    fevereiro 07, 00:49 Reply
    Estou a fastado do RPG faz uns 4 anos, to desatualizado abessa... tomara que seja bom.
  4. Rodrigo Silva
    fevereiro 07, 13:27 Reply
    Não faço a menor idéia de quem pretende trazer isso pra cá, mas que venha rápido e beeeeem longe da Devir!
  5. Daniel Anand
    fevereiro 07, 17:25 Reply
    Considerando o tamanho do Core do Pathfinder, duvido muito isso sair em português. Muito mesmo. Mas acho que seria fantástico para o cenário nacional.
  6. Hebert Magno
    fevereiro 07, 22:32 Reply
    Embora eu apoie totalmente a tradução, o carro chefe do Pathfinder RPG não é o sistema em si. O livro básico traz poucas novidades em relação ao 3.5E. Gostaria se saber se quem for traduzir também vai ter interesse em Golarion.
  7. George Alves
    fevereiro 08, 02:15 Reply
    A única real expectativa é que não seja a oráculo.
    • Bruna Coletti
      fevereiro 08, 02:47 Reply
      Eu não apostaria muito na Oráculo... Depois da gafe terrível que eles cometeram com L5R... A Paizo é bem rigorosa com os padrões de qualidade dela.
    • George Alves
      fevereiro 13, 11:23 Reply
      Mesmo com o fiasco do L5R. eu desconfio da oráculo(Tecnofantasy). Infelizmente não vejo outras opções de editoras aqui no Brasil para bancar o Pathfinder e a oráculo(Tecnofantasy) é uma empresa meio que suicida. De qualquer forma a paizo não informa que seja no Brasil o interesse da tradução. Eles só falam que é para o idioma português então pode ser que seja uma editora portuguesa. Vamos aguardar novas noticias.
  8. Igor "Corvus Corax" Sartorato
    fevereiro 08, 02:43 Reply
    Pois é, quem está tentando trazer o Pathfinder para cá? Não é a Redbox nem a Retropunk, e dificilmente a Jambô e a Devir trariam produtos para competir diretamente com seus D&D e Tormenta. Quem resta que seja capaz de tal empreitada?
    • Coletti
      fevereiro 08, 02:58 Reply
      Fiquei curiosa, por que você não pensaria na RP ou na RB como possibilidades? Bem, se não for uma das duas, só nos resta uma editora totalmente nova querendo começar grande, ou uma editora Portuguesa, como a Leia... Opções assustadoras, na minha opinião! haha
  9. Igor Moreno
    fevereiro 08, 02:53 Reply
    Mas a resposta fala de licença para a língua portuguesa, no e-mail de contato estava especificado que era pro Brasil? Sei lá se vão publicar em Portugal ou Angola... o_O''
    • Coletti
      fevereiro 08, 03:03 Reply
      Oi Igor! No meu email inicial, eu deixei clara a intenção de publicar o livro no Brasil. Acho que não faria sentido a resposta se essa negociação deles não fosse específica para a publicação aqui!
    • Bruna Coletti
      fevereiro 08, 16:00 Reply
      Oi Igor! No meu email inicial, eu deixei clara a intenção de publicar o livro no Brasil. Acho que não faria sentido a resposta se essa negociação deles não fosse específica para a publicação aqui!
  10. Ernanez Costa
    fevereiro 09, 18:36 Reply
    é muito show o pathfinder peguei os livros em ingles , nem a quarta edição de d&d chega perto.
  11. Ernanez Costa
    fevereiro 13, 11:08 Reply
    bruna mais nenhuma editora aqui no brasil não deu nenhuma comfirmaçã de que vai publicar aqui no brasil?
  12. Ernanez Costa
    fevereiro 13, 11:08 Reply
    bruna mais nenhuma editora aqui no brasil não deu nenhuma comfirmaçã de que vai publicar aqui no brasil?
  13. Carlos Eduardo Leal
    março 31, 13:48 Reply
    A notícia é muito bem vinda, apesar de eu já ter a maioria dos livros de regras em inglês mesmo, e jogar há mais de um ano, é legal que a maioria do público RPGista brasileiro possa ter acesso à esse grande RPG. Pathfinder RPG se encontra entre os meus RPGs preferidos. Meu maior receio é o tempo que isso vá levar e o possível hiato entre os próximos lançamentos. A tradução do livro básico (que é gigantesco) deveria ser feito em conjunto com o primeiro Bestiário, já que ambos são os dois principais "livros básicos" do sistema. Sem o Bestiário, o Mestre até pode criar campanhas envolvendo apenas inimigos humanos e semi-humanos (elfos, anões, meio-elfos, halflings, meio-orcs e gnomos), mas a maioria acho que vai preferir ter acesso á um "livro dos monstros", além disso algumas magias (como invocar monstro e invocar aliado da natureza) precisam do primeiro Bestiário para ter acesso à ficha dessas criaturas. Não adianta traduzir o livro básico e depois demorar mais de ano para traduzir o primeiro Bestiário. Outra coisa que me incomoda, é que os suplementos do Pathfinder RPG são MUITO LEGAIS, alguns como o Advanced Player's Guide, Ultimate Magic e Ultimate Combat, deveria ser traduzidos tb, são quase obrigatórios e trazem muitas opções para os personagens. E claro, o Bestiário 2 é tão bom quanto o primeiro. O 3º bestiário é legal, mas é bastante focado em criaturas orientais (para dar suporte ao continente oriental do cenário). Meu medo é que saia só o livro básico e o primeiro bestiário, e com o futuro lançamento do D&D Next, a editora que publicar o Pathfinder RPG desista de continuar trazendo suplementos para esse maravilhoso RPG. Tem que ver o foco que essa editora vai dar tb, se vai publicar só os "livros de regras" ou se tb publicará algo de cenário e as aventuras. Eu gostaria de ver algumas aventuras, como a edição especial de Rise of the Runelords, que traz toda a campanha num único livro. Ou o livro principal de cenário, o guia do Mundo de Inner Sea (que descreve as principais regiões de Golarion). Outro receio que tenho é que essa editora demore tanto pra fazer a tradução que a Paizo resolva lançar uma 2ª edição ou uma edição "revisada" do Pathfinder. Não creio que a editora fará isso tão cedo, mas um dos principais objetivos com o Pathfinder RPG era continuar dando suporte e trazendo material baseado nas regras "3.5" do D&D, devido à chegada da 4ª edição do mesmo, só que a própria Wizards decidiu reimprimir os livros da edição 3.5 (assim como do AD&D), e talvez com o D&D Next os fãs do Pathfinder acabem migrando pra esse jogo, se agradar. A dúvida é: Será que Pathfinder sobreviverá ao lançamento do D&D Next e a revitalização do D&D 3.5 com a linha "premium" da Wizards? Eu acho que sobreviverá, mas por quanto tempo até se degastar? Espero que essa editora não demore muito a trazer o Pathfinder RPG pra cá.
  14. Alan Rodrigues
    outubro 25, 12:32 Reply
    Ta bem atrasada essa versão aí, mas antes tarde do que nunca. Tenho jogado e acompanhado o Pathfinder desde a época dos playtests e em termos de regra e expansões (e ARTE!), a Paizo não deixa a desejar em nada! Eu mesmo traduzi diversas coisas para as mesas em que narrei, desde magias, classes, raças e talentos. Espero mesmo que seja utilizado os termos da 3° Edição, que embora nem sempre sejam precisos, caíram na boca dos RPGistas. Por favor! Nada de: Feitos - É Talentos! ;D Patrulheiro - É Ranger! Porra!

Deixe um recado