by MartaNael Otimizando Monstros Mecanicamente

Otimizando Monstros Mecanicamente

ou Monstros melhores em seu RPG de Mesa.

Monstros de Pathfinder, Tormenta RPG e D&D 3.5 têm talentos da mesma forma que os personagens dos jogadores. Muitas vezes, porém, esses talentos são pouco impressionantes diante do que os jogadores são capazes de realizar. Isso pode fazer com que um monstro que deveria ser capaz de aterrorizar os jogadores acabe despachado rapidamente. Esse tipo de momento anti-climático seria ruim em outras mídias. Em RPG, muitas vezes o anti-clímax pode ser bom, representando uma conquista inesperada para os jogadores. Ainda assim, ele deve ser esporádico. Seguem algumas dicas para manter esses momentos assim.

Ver Para Crer

Monstros que contam com poucos ataques por rodada sofrem bastante nesse sentido já que basta errar para que todo seu potencial ofensivo desapareça completamente. Você pode remediar parte desse problema com ferramentas narrativas, por exemplo mostrando os efeitos do ataque do monstro antes dos jogadores o encontrarem. Se eles vêem um tiranossauro rex, por exemplo, você pode fazer com que o tiranossauro arranque a cabeça de outro dinossauro com uma mordida logo diante deles. O impacto é menor do que ver o efeito em um dos jogadores (descrições vívidas são excelentes, mas o dano é uma ameaça concreta), mas muitas vezes é o melhor que podemos fazer.

Aproveitando Talentos

Em alguns casos, podemos otimizar um monstro só trocando seus talentos. Voltando ao exemplo do t-rex, já que ele só tem um ataque por rodada, só tem vantagens ao utilizar o talento Golpe Vital de Pathfinder. Esse talento permite que você dobre os dados de dano de uma arma, mas permite apenas um ataque por ação. Trocando um dos seus talentos (digamos, Tolerância) por Golpe Vital, o dano causado pelo t-rex vai de 4d6 para 8d6 com sua mordida. Trocando mais um de seus talentos (digamos, Foco em Perícia: Percepção) por Ataque Poderoso, o dano chega a assustadores 8d6+34 pontos de dano com uma mordida. Quem levar uma mordida dessas vai fazer de tudo para evitar o repeteco.

Não Exagere!

É fácil acabar se perdendo nesse tipo de empreitada. Lembre-se de só desafiar o seu grupo, não de matá-los, já que aí não tem graça nenhuma. Na teoria, você pode dar Ao Sabor do Destino (talento que dá bônus em quase tudo se você não usar itens mágicos) a quase todos os monstros que seu grupo de Tormenta RPG encontrar, bichos que nem usam equipamento, quanto mais equipamento mágico. Em D&D 3.5, basta dar imunidade a ácido e fogo a um troll (fácil como modelos como meio-dragão e meio-golem) e o bicho se torna virtualmente imortal. Só que isso não seria nem um pouco divertido. Como narrador, você tem a responsabilidade de apresentar ao seu grupo encontros interessantes. Isso quer dizer que eles não devem ser muito fáceis nem muito difíceis. A otimização serve para deixar os encontros nesse ponto exato, não para fazer seus jogadores rasgarem a ficha e procurarem outra mesa. Dar Golpe Vital para o t-rex é aceitável. Um simbionte alienígena já é exagero…

Venossaurus Rex!

Previous New Paths
Next Acessórios Periféricos

About author

Shinken
Shinken 294 posts

Thiago Rosa Shinken é escritor e tradutor freelancer de RPG, já tendo trabalhado várias editoras no Brasil e nos EUA. Ele joga RPG desde os 9 anos, é fã de punk rock, nunca dispensa uma cerveja de trigo e torce pelo Fluminense.

Você pode gostar também de

RPG Notícias 2 Comments

Shadow of the Demon Lord

O jogo é escrito por Robert J. Schwalb, designer responsável por alguns dos melhores livros de D&D 3.5, como Fiendish Codex II: Tyrants of the Nine Hells (escrito em conjunto com a

RPG Notícias 4 Comments

Calculadora de Encontros para D&D 5e

Começando a fazer aventuras pensei em fazer uma calculadora para montar encontros em D&D 5a Edição, mas obviamente procurando eu encontrei uma já montada no Blog Run a Game e

RPG Notícias 1Comments

Sábado Indie #3: Polaris

Era uma vez, tão ao norte quanto o norte pode ser, o melhor povo que este mundo vai conhecer. Nós não podemos vê-los como eles eram, mas nós podemos entendê-los

1 Comment

  1. Bruno
    setembro 02, 11:40 Reply
    Muito bacana a ideia, não precisa mexer na mecânica toda pra fazer monstros diferentes, apenas dar uma habilidade as vezes até incomum pra ele! Boa!

Deixe um recado