Jogos digitais de Vampiro: a Máscara e Mago: a Ascenção

Jogos digitais de Vampiro: a Máscara e Mago: a Ascenção

Mais controvérsia que jogo

O primeiro grande momento desde que a Paradox adquiriu os direitos do Mundo das Trevas chegou.

Vampire the Masquerade: We Eat Blood e Mage the Ascension: Refuge são ficção interativa, de forma parecida com as visual novels japonesas, estando disponíveis para iOS, Android e para PC via Steam. Na Steam, os jogos fazem parte do pacote World of Darkness Preludes: Vampire and Mage. Essa é a notícia boa.

A notícia ruim é a recepção dos títulos. As avaliações na Steam se encontram “neutras”, com vários usuários apontando problemas na estrutura narrativa e falta de impacto das escolhas realizadas durante o jogo. O grosso das críticas parece voltada para We Eat Blood; embora isso não pareça claro na Steam, grupos de discussão sobre Mundo das Trevas (especialmente no Reddit) apontam Refuge como bem melhor que We Eat Blood.

Quanto da repercussão negativa é pelo conteúdo do jogo e quanto é pelo envolvimento do infame Zack Sabbath é difícil precisar. Zack é uma figura constante da cena americana de RPG e sempre é polêmico, desde que surgiu com o D&D With Pornstars. Sua presença online é caracterizada por ataques pessoais e por incitar pessoas a atacarem seus antigos desafetos. Entre as críticas diretas a Zack, é possível destacar que em We Eat Blood ele apresenta uma de seus críticas como uma vampira sexualmente abusiva. Ao mesmo tempo que as críticas sobre Zack S se disseminaram, um usuário chamado SAppelcline apareceu defendendo-o. A comunidade entendeu que esse seria o historiador da RPG.net Shannon Appelcline. Porém, o próprio Appelcline disse no Twitter que não era ele – se a pessoa fingindo ser Appelcline era Zack ou um fã dele, isso não foi comprovado até agora.

A coisa ficou tão feia que o escritor David Hill iniciou um movimento de repúdio pelo Twitter. Hill enfatiza que Zack S tem um histórico de atacar autores da White Wolf e que envolvê-lo em um projeto de Vampiro: a Máscara é um desrespeito com esses autores.

É uma pena que o primeiro grande passo para o retorno do Mundo das Trevas seja tão conturbado.

Previous Mutant: Mechatron
Next Judge Dredd and the World of 2000 AD RPG

About author

Shinken
Shinken 271 posts

Thiago Rosa Shinken é escritor e tradutor freelancer de RPG, já tendo trabalhado várias editoras no Brasil e nos EUA. Ele joga RPG desde os 9 anos, é fã de punk rock, nunca dispensa uma cerveja de trigo e torce pelo Fluminense.

Você pode gostar também de

SOTDL 1Comments

O late pledge no financiamento coletivo é importante

São cerca de 60 dias de postagens, curtidas, compartilhamentos, streams, eventos e tudo o que for possível para promover o (enfim!) lançamento de um novo jogo no Brasil. São distribuídos

Noticias e Mais 2 Comments

Pillars of Eternity: do RPG digital para o RPG de mesa

Você provavelmente já conhece Pillars of Eternity, o sucessor espiritual de Baldur’s Gate e Icewind Dale. Realizado após um financiamento coletivo de sucesso (quase 4 milhões de dólares), Pillars of

Yggdrasil RPG 3 Comments

Yggdrasill – RPG nórdico em financiamento coletivo

UPDATE ( 28/03/2014 ) Começou ontem o financiamento coletivo do Yggdrasill, confira mais sobre o jogo nesse post e deixe perguntas sobre ele e seus criadores nos comentários. [divider] Yggdrasill

0 Comments

Sem comentários ainda!

Você pode ser o primeiro a comente nesse post!

Deixe um recado