1o Encontro das Minas do Rio

Hoje rolou na Redbox Store o 1o Encontro das Minas do Rio. Achei uma iniciativa muito bacana assim que fiquei sabendo, mas tinha decidido não ir. É a oportunidade e o local que as minas têm pra se expressar e meu raciocínio era de que quanto menos homem por lá, melhor. Algumas amigas pediram que eu fosse, daí eu fui. Foi muito maneiro.

O encontro começou com uma mesa redonda, com as meninas trocando experiências e explicando a importância de eventos como o de hoje. Não é pra mim que vocês devem perguntar sobre isso – você pode se informar mais na página do evento ou procurar o pessoal das Minas de Moria. O importante é que nós, homens, saibamos que este é um momento de atuar como observador e aliado. A ideia é dar voz pras minas. O espaço de fala é delas.

IMG_2241 IMG_2240 IMG_2239 IMG_2237

Depois da pausa para o almoço, começamos as mesas de jogo. Entre RPG e boardgame, acabei jogando Munchkin. Me ferrei de diversas formas diferentes, como não dá pra evitar em Munchkin. Foi divertido pacas. Depois dos jogos, rolaram sorteios de brindes. Era muita coisa. Rolou muito sorteio. Pouca gente saiu de mãos vazias, apesar da Redbox estar lotada (eu não ganhei nada). Dentre os brindes mais bacanas, duas cópias do Despreparado? Nunca da Pensamento Coletivo.

IMG_2244 IMG_2243

Da minha posição de observador, só uma coisa me incomodou, logo cedo no evento. Enquanto a mesa redonda estava rolando, algumas pessoas ao meu redor (afastados do local do debate, mas ainda dentro da loja) começaram a fazer piadinhas sem graça. Quando a namorada de um dos caras levantou para participar do debate, ele se virou na minha direção e disse “pronto, foi assimilada, vou apanhar quando chegar em casa”. Outro falava a cada cinco minutos que “se ele fosse lá falar ia dar merda”. Juro que me senti mal. Fisicamente mal mesmo; aquela galera falando daquele jeito do meu lado, sem pudor nenhum, fazia parecer que eu estava concordando com eles. Só não falei nada na hora pra não arrumar confusão e felizmente não aconteceu nada pior que isso. Qual o propósito de ir para um encontro desses com esse pensamento machista? Depois os caras ainda foram confraternizar com o resto do povo como se não estivessem se posicionando de maneira diretamente oposta a tudo que estava sendo discutido. Foi o maior clima ruim, mas felizmente só eu e um parceiro passamos por isso. Fica aqui a esperança de que incidentes como esse desapareçam do nosso meio e a expectativa por um segundo encontro das minas do Rio.

Previous Sábado Indie #8: Fight! The Fighting Game RPG
Next Duas armas em D&D

About author

Shinken
Shinken 294 posts

Thiago Rosa Shinken é escritor e tradutor freelancer de RPG, já tendo trabalhado várias editoras no Brasil e nos EUA. Ele joga RPG desde os 9 anos, é fã de punk rock, nunca dispensa uma cerveja de trigo e torce pelo Fluminense.

Você pode gostar também de

RPG Notícias 4 Comments

Review: Urban Shadows RPG – Sombras em uma Luta Metropolitana

O que falar sobre esse jogo que conheço e considero pacas? Sim, sei que essa resenha pode parecer com uma analise de comadres, apenas elogios, mas o que posso fazer?

RPG Notícias 0 Comments

Review: Cartel, um jogo sobre Narco-Ficção Mexicana (beta)

Vamos começar explicando uma coisa. Existe um jogo chamado Apocalypse World, extremamente premiado e criado por Vicent Baker. O sistema que ele usa foi nomeado de Apocalypse World Engine, ou

RPG Notícias 0 Comments

Nosolorol anuncia RPGs oficiais de Rick & Morty e Steven Universe

A editora espanhola Nosolorol anunciou recentemente dois jogos baseados em desenhos famosos do Cartoon Network. Rick & Morty O primeiro anúncio aconteceu na semana passada. Se trata de um RPG oficial

0 Comments

Sem comentários ainda!

Você pode ser o primeiro a comente nesse post!

Deixe um recado